sexta-feira, 8 de abril de 2016

Vergonha na Cara

Uma das grandes cadeias de lojas de conveniência norte-americanas, a 7 Eleven, acaba de chegar às manchetes das publicações sobre assuntos econômicos por um motivo difícil de acreditar, ao menos para nós brasileiros. O CEO da empresa, o japonês Toshifumi Suzuki, de 83 anos, considerado a grande locomotiva do setor dos mini-mercados, pediu demissão. Até aí seria normal, não fosse ele deixar claro a razão que o levou a chegar a tal decisão: VERGONHA! 
Isso mesmo; um dos empresários mais poderosos e de maior prestígio do planeta pediu pra sair do comando da mega-corporação que comandava, porque foi passado pra trás por um concorrente do mundo dos negócios, numa transação interna do conselho de acionistas da empresa. 
Nas palavras de Suzuki: “…minha falta de virtude me deixou insuportavelmente envergonhado”. Pura e simplesmente isso. Uma pessoa detentora de um poder inimaginável à maioria dos mortais, morreu de vergonha, já que sair de cena aos 83 anos é um evidente suicídio de carreira.
Ainda tem gente neste nosso mundo que, independente do poder e da grana que amealhou, sente vergonha e considera indigno seguir no comando por não se achar merecedor do cargo.
Que inveja dos acionistas da 7 Eleven!

Nenhum comentário:

Postar um comentário